Para os amantes de uma estrada, nada melhor do que sair de férias e levar na mala um item indispensável, a segurança. Nada de sair pela estrada sem antes verificar como estão sendo levadas as bagagens da família ou da turma de amigos.

Se o seu carro é pequeno e não cabe tudo no porta malas, não ouse a colocar bagagem no banco trazeiro junto aos passageiros. Para isso existem as carretinhas ou reboques.
Para a família que pretende carregar muita coisa, nessas horas as carretinhas é basicamente um salva vidas, ela serve como um porta malas extra. Caso você não tenha nenhum reboque, alugue um ou procure montar o seu, mas não viaje sem segurança.

Portanto, não se esqueça de que o veículo deve ser licenciado junto ao Departamento de Trânsito (Detran) da sua cidade. Eles devem ser identificados e emplacados.

Em caso de compra de um reboque, o processo de licenciamento é semelhante ao dos carros, o proprietário deve-se dirigir ao Detran em até 30 dias após a compra, portando a nota fiscal do reboque e documentos pessoais. Por se tratar de um veículo não motorizado e que é acoplado a outro veículo, é necessário que seja pago apenas a taxa de licenciamento.

Antes de comprar uma carretinha ou reboque, é importante que o condutor saiba que de algumas normas e condutas, essas normas e condutas podem ser vistas de acordo com a soma dos pesos do automóvel e do reboque, a categoria da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) pode ser diferente. Caso essa soma não ultrapasse 3.500 quilos de Peso Bruto Total (PBT), o condutor deverá possuir carteira “B”. Já se ela ficar entre 3.500 a 6.000 quilos de PBT, a carteira necessária será a “C”. E caso ultrapasse 6.000 quilos de PBT, a categoria exigida será a “E”.

Basta ficar de olho nos detalhes e não abrir mão da segurança. Uma carretinha pode ser a solução para os seus problemas nessas férias.